Criar um Site Grátis Fantástico
Igreja
Que igreja você congrega?
Deus é Amor
Assembléia de Deus
Paz e vida
Adventista do 7º dia
testemunho de Jeová
Católica
Batista
outros.
Ver Resultados

Rating: 3.8/5 (134 votos)

ONLINE
1





Partilhe esta Página

 

 

 


 

 

Igreja de Jesus

http://www.ipda.com.br/nova/n_principal.asp

 

A Bíblia Falada

http://www.ipda.com.br/bibliafalada/index.html

Jesus está voltando

Aceite a Jesus

Faça doações

http://www.ipda.com.br/nova/n_principal.asp?Portal=FR


Home



 

O QUE É SER CRENTE?

 

            Nos dicionários da língua portuguesa, crente é: Crédulo, aquele que crê. Mas na Palavra de Deus, o crente, é o servo fiel e prudente, compromissado com a verdade expressa no Evangelho do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

             Muitos dizem: “Eu não sou crente, mas nunca cometi crime, não tenho vícios, não adultero, não minto, e creio que o Senhor não vai me mandar para o mesmo lugar aonde irão os que levam uma vida dissoluta, porque certamente não me julgará pelo mesmo critério adotado para avaliar um crápula. Portanto, acho que quando eu morrer, o Senhor vai me dar um lugar bom para passar a eternidade”.

            Irmão se fosse dessa forma seria muito fácil, o que também tornaria desnecessário o sacrifício e a morte do Senhor Jesus, e poderíamos considerar inútil, o derramamento do seu sangue para livrar o homem do pecado e da morte.

            Mas a Palavra de Deus na primeira carta universal de João afirma que se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós, mas o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado, o que o fez Advogado para interceder por nós junto ao Pai que está no Céu.

            Porque o Reino do Céu, não é como as habitações edificadas pelas mãos do homem, onde há moradias com diversos padrões de classes sociais, onde cada um se posiciona conforme o poderio econômico. Mas na vinda de Cristo para julgar os vivos e os mortos, só haverá dois lugares onde o nosso espírito passará a eternidade, ou seja, a Nova Jerusalém, edificada toda em ouro para os que herdarão a vida eterna, ou o fogo ardente para os que provarão a segunda morte.

A Palavra em Tiago 1.22, exorta para que não sejamos apenas ouvintes esquecidos, mas cumpridor da palavra de Deus, porque é impossível servir a dois senhores, pois, logo há de agradar um e aborrecer o outro (Mateus.6.24).

E na glória do Senhor, não haverá um recinto mais ou menos morno, para acomodar aqueles que se julgam justos, mas não receberam a Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador. Porque a palavra do Senhor é sim, sim, ou não, não, o que passar disso é de procedência maligna.

Alem disso, Jesus afirmou que não veio para os justos, mas veio buscar e salvar aquele que estava perdido, porque os sãos não precisam de médico, mas sim os doentes.

                     NECESSÁRIO VOS É NASCER DE NOVO   

            Considere essa narrativa descrita no capítulo 3 do Evangelho de João, onde um certo príncipe judeu chamado Nicodemos, foi ter com Jesus a noite, e reconheceu Jesus como Mestre, vindo de Deus para salvar o homem que estava morto no pecado, porem respondeu-lhe Jesus:

Aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou Nicodemos: Mestre como pode um homem nascer sendo velho? Por ventura poderá entrar novamente no ventre de sua mãe e nascer?

Então lhe disse Jesus: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, o que é nascido do Espírito é Espírito. Não te maravilhes de ter me reconhecido Mestre, necessário vos é nascer de novo.

            Observem a grandeza da sabedoria do Senhor Jesus Cristo, que não disse sobre a necessidade do novo nascimento para um ladrão, um devasso ou a uma prostituta, os quais sobrecarregados de pecado necessitavam de uma mudança radical e urgente.

Mas admoestou justamente a um homem de conduta ilibada, temente a Deus, religioso, zeloso da lei de Moisés, Príncipe dos Judeus, o qual trazia consigo a certeza que Cristo verdadeiramente é o Filho de Deus.

Porem, para herdar a vida eterna, aquele homem com todos esses atributos, para efeito de salvação, encontrava-se nas mesmas condições dos demais pecadores, porque lhe faltava o essencial para alcançar a salvação. No seu coração não havia arrependimento, conversão, e fé para sepultar o velho homem pecaminoso, e produzir o novo nascimento pela aspersão do sangue do Senhor Jesus Cristo.

Jesus lhe falava das coisas espirituais; o nascer da água é o arrependimento, e o nascer do espírito a conversão, a fé para crer verdadeiramente no sacrifício de Cristo na cruz, para remissão dos pecados, crer na sua ressurreição para a salvação da vida eterna. Obediência aos mandamentos do Senhor para fazer somente a sua vontade e receber a Cristo como Senhor e Salvador da sua vida. Isto sim é ser um crente, verdadeiro filho de Deus.

E assim também, muitos irmãos que trazem com sigo a patente de crente, mas não há compromisso com a verdade, e tem no coração a concepção que para herdar a vida eterna basta tornar-se membro a uma igreja institucionalizada, dar dízimo e ofertae ser compromissado com a doutrina da sua igreja. Mas Jesus afirmou que, aquele não nascer de novo não pode ver o Reino do Céu, o que torna a sua obra vã.

Porque aquele que diz: Eu conheço a Jesus e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele que diz que está nele também deve andar como Ele andou, guardando os seus mandamentos e fazendo a vontade do Pai.

                         A INCREDULIDADE DE TOMÉ

            E chegada a tarde do primeiro dia da semana, em que Jesus havia ressuscitado, pôs-se no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco! E, havendo dito isso, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Mas Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.

Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Tome responde: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.

E, oito dias depois, estavam outra vez os seus discípulos e, com eles, Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco! Depois, disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; chega a tua mão e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente. Disse-lhe ainda Jesus: Porque me viste, Tomé creste; bem-aventurado o que não vê e crê!

Assim como Tomé, hoje muitos só conhecem a Jesus morto e pregado na cruz, mas esse Jesus não atende a sua petição, pois não pode fazer nada por você porque está morto. Mas o nosso Salvador, Jesus Cristo a quem servimos, morreu pelos pecados de muitos, mas ressuscitou, foi elevado ao Céu, está sentado a destra do Pai e por nós intercede.

E na segunda carta aos Coríntios 6.15, a Palavra argumenta: Que harmonia há entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo?

Não há harmonia ou semelhança alguma do crente com o incrédulo, porque a Palavra faz essa distinção, e o mundo precisa ver a diferença entre o ímpio e o justo, o que serve a Deus e o que não serve.

Entretanto, muitos preferem viver para o mundo, desfrutar o deleite dos bens materiais, mas o mundo não tem nada para nos oferecer, porque a alegria do mundo é temporã, falsa e passageira, e o seu retorno é carregado de tristeza e frustração. Por isso, Jesus declarou que o seu Reino não é deste mundo, como também não é deste mundo o reino dos crentes que tem esperança na vinda Cristo para julgar os vivos e os mortos.

                                   COMO SER CRENTE?

            Ser crente é ter um coração limpo como o coração de uma criança, que não sente desejo de vingança, que não cobiça o alheio, isenta da lascívia, idolatria, desprovido da malícia, avareza, inveja, ciúmes, inimizade, ira, vícios, contendas, heresias, porque a palavra declara que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino do Céu.

Mas compartilha do fruto do Espírito, os quais são: Amor, caridade, paz, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança, esperança, porque os que são de Cristo crucificaram a carne e suas concupiscências (Gálatas 5.16-26).

Ser crente é amar aos vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orar pelos que vos maltratam e vos perseguem, para que sejais filhos do Pai que está nos céus (Mateus 5.44). E se alguém te ferir a face ofereça-lhe também a outra (Mateus 5.39).

Ser crente é amar cordialmente uns aos outros com amor fraternal, paciência na tribulação, perseverança na oração. Alegrar-se com os que se alegram e chorar com os que choram. Não ambicionar coisas altas, mas acomodar-se às humildes.

A ninguém tornar mal por mal; viver honestamente, em paz com todos quando depender de vós. Não vingar a vós mesmos, e se irar, não peque. Se o teu inimigo tiver fome dar-lhe o que comer, se tiver sede dar-lhe o que beber, porque fazendo isto, receberás a unção e as virtudes do Espírito Santo de Deus (Romanos 12).

Ser crente é renunciar toda obra da carne e crer verdadeiramente que Cristo morreu pelos nossos pecados e ressuscitou para nos ofertar a vida eterna. Esperar com confiança pela sua vinda para arrebatar a sua igreja para uma cidade santa, onde não haverá mais morte, nem pranto, nem dor, e nem clamor, porque as primeiras coisas já se passaram.

            Ser crente, é amar à Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a si mesmo, porque assim declarou Jesus. E ao contrário do que imaginam aqueles que não conhecem a Deus, seguir a Jesus não é nenhum martírio. Exige sim a renúncia das coisas mundanas, o que nos faz muito mais saudável tanto material como espiritualmente, antes é prazeroso e gratificante servir ao Deus vivo verdadeiramente em espírito e em verdade, pois os seus mandamentos não são pesados.

Portanto, se o irmão refletir o quanto é agradável ser crente verdadeiramente, irá correndo para os braços de Jesus. Porque quando passamos a servir a Deus, recebemos a unção do Espírito Santo, e Ele proporciona a paz em nosso coração, harmonia na nossa casa, e alegria de viver para Cristo. Mas o maior dos galardões ainda está por vir, a vida eterna, viver com Jesus Cristo e os seus Santos anjos no átrio do Senhor, para contemplar a beleza da sua santidade, numa harmonia que nunca terá fim.

Isso é algo indescritível, pois, só quem sentiu o calor da presença do Espírito Santo no coração, e o gozo de ser um servo de Deus, é capaz de entender a alegria que pronunciamos, porque não há palavras para descrever essas virtudes, e a esperança de um dia encontrarmo-nos com o Salvador, o nosso Senhor Jesus Cristo.

A quem nos amou e se entregou em sacrifício para apagar os nossos pecados e nos ofertar a vida eterna.

Louvai ao Senhor!